PETase

PETase

guarde esse nome, ele pode ser o início de uma revolução.

descoberta há alguns anos numa região portuária no sul do japão, a PETase é uma enzima produzida por uma bactéria chamada ideonella sakaiensis e tem como principal fonte de energia, quem diria, o plástico.

talvez você não saiba, mas o poliésteres, o grupo de plásticos a que o PET pertence, existem na natureza: eles protegem as folhas das plantas e as bactérias estão evoluindo há milhões de anos se alimentando disso.

cientistas japoneses acreditam que a bactéria tenha evoluído de forma acelerada recentemente e o objetivo agora, numa pesquisa liderada por cientistas britânicos e norte-americanos, é compreender o funcionamento das suas revolucionárias enzimas.

os pesquisadores afirmam estar trabalhando agora na melhoria destas, na esperança de eventualmente permitir seu uso industrial na decomposição de plásticos.

para se ter uma ideia, só no reino unido, estima-se que 13 bilhões de garrafas pet são descartadas por ano e levam centenas de anos para se decompor no meio ambiente.

que venham novidades positivas que nos ajudem a enfrentar esse problema da poluição tão grave do mundo contemporâneo.

post mais antigo post mais recente