Skip to content

Os 5 R's

Quais são os 5 R's?

Quem já não escutou falar dos diversos R's da sustentabilidade ou necessários para o desenvolvimento consciente do consumo. Pois é, este tema é cada vez mais relevante para as mudanças de comportamento cada vez mais aceleradas.

Antes de tudo, quais são os 5 Rs?

  • Recusar
  • Reduzir
  • Reutilizar
  • Repensar
  • Reciclar

    Antes de entender quais são os R’s de forma individual, vale lembrar que quatro das ações devem ser tomadas, se possível, antes da 'reciclagem': recusar, reduzir, reutilizar, reaproveitar (repensar) e depois reciclar. A aplicação desta metodologia nos esforços de redução e reciclagem minimizará os resíduos de aterros sanitários e ajudará na sua tarefa de reciclagem. Desta forma, explicamos cada um dos 5 R’s e os benefícios de colocá-los em prática no seu dia a dia.

    Primeiro Passo - Recusar:

    Recusar: o primeiro e o mais importante da hierarquia dos 5 R's. Aprender a recusar o desperdício pode exigir prática, mas incorporar essa etapa no seu cotidiano é a maneira mais eficaz de minimizar o desperdício. Reflita antes de comprar e consumir qualquer produto. Caso a compra seja realmente importante, considere se o produto é sustentável, se suas embalagens são feitas de material reciclado e passíveis de reciclagem, ao mesmo tempo, recuse embalagens desnecessárias de produtos e solicite recipientes reutilizáveis ou retornáveis. Tomar decisões de compra mais inteligentes e definir padrões e expectativas no início do processo torna mais fácil para se “recusar” o desperdício em primeiro lugar.

    Segundo Passo - Reduzir

    Reduza o uso de produtos nocivos, com desperdício e não recicláveis. Reduzir a dependência desses tipos de produtos resulta em menos resíduos que acabam em aterros e os impactos ambientais negativos associados. Recomendamos sempre usar a quantidade mínima necessária para evitar desperdícios desnecessários. Priorize a qualidade frente à quantidade. Optar por produtos duráveis e de qualidade, mesmo que pagando mais por eles, auxilia na redução do seu consumo. É a máxima de que o barato sai caro, já que produtos com qualidade inferior acabam virando resíduo mais cedo. Dê prioridade a produtos não descartáveis, como copos e embalagens reutilizáveis como exemplo.

    Terceiro Passo - Reutilizar:

    Os plásticos descartáveis criaram uma cultura de "descartável" ao normalizar o comportamento do consumidor de usar materiais uma vez e depois jogá-los fora por “conveniência”. A velocidade com que consumimos plásticos tornou-se inimaginável e a crise do plástico tornou-se um dos maiores desafios ambientais do mundo. Em um esforço para reduzir o desperdício, reutilize itens ao invés de comprar novos. Opte por produtos reutilizáveis ou mesmo compostáveis, onde o resíduo gerado não fará mal ao meio-ambiente. Tente aos poucos substituir seus hábitos e logo será um exemplo de reutilização.

    Quarto Passo - Repensar:

    Para cada item que não pode ser recusado, reduzido ou reutilizado, tente reaproveitá-lo. Muitas pessoas na comunidade verde se referem a esse método como upcycling. Você pode se surpreender ao saber quantos produtos comuns servem a mais de um propósito. Às vezes é preciso utilizar a criatividade, mas as possibilidades são infinitas. Tente usar papel de impressora desperdiçado para papel de rascunho, caixas de papelão para armazenar suprimentos, ou mesmo ressignificar sua peça de roupa.

    Quinto e Último Passo - Reciclar:

    Por último, mas não menos importante: recicle. Depois de passar por todos os outros R's, a reciclagem é o método de descarte de resíduos mais ecológico. Mas é importante separar ao máximo os resíduos recicláveis para facilitar a logística de tratamento dos mesmos. Se o espaço não permite separar de forma individual os diversos tipos de resíduos (plástico, metal, vidro…), separe o lixo reciclável do orgânico. Este já é o passo mais importante. Mas lembre-se que em todo processo de reciclagem, há pessoas que cuidam do seu resíduo. Então limpe o seu resíduo, se possível evitando o uso de água, mas higienize ao máximo os resíduos. Respeito com o outro também é de suma importância. Já o lixo orgânico, use uma composteira ou um serviço de compostagem como a empresa Ciclo Orgânico. Caso não tenha disponível uma composteira ou serviço, ao separar o seu resíduo orgânico, você já colabora em muito todos os processos de reciclagem.

    Bom, tentamos resumir de forma simples estas práticas, essenciais para uma mudança de comportamento e de sociedade. Vamos juntos transformar o consumo para um modelo mais consciente e coerente.